Cotidiano

Como lidar com conflitos em família?

Written by Equipe Multidea

Os pretos velhos estão entre os espíritos mais queridos no imaginário popular brasileiro por seus conselhos e seu acolhimento, por isso obras como o livro abraço pai joão são importantes. É através delas, que podemos ter um pouco desse conforto trazido por eles em momentos de dificuldade, especialmente quando se trata de problemas familiares.

Há poucas coisas tão delicadas quanto conflitos em família. Uma única palavra, um ato errado, uma frase mal compreendida podem causar problemas que perdurarão por anos. Por isso é tão importante aprender a lidar com isso adequadamente, e a visão espírita sobre o assunto com certeza pode te ajudar sobre isso.

O que são conflitos familiares? Compreendendo as raízes dos problemas

Como o próprio nome sugere, os conflitos familiares são as brigas, as intrigas e as confusões que surgem dentro do nosso próprio núcleo familiar, as pessoas que convivem sob o mesmo teto que nós, e muitas vezes compartilham também do mesmo sangue.

Quando tratamos das raízes materiais dos problemas de família, muitas vezes podemos encontrá-las com uma simples autoanálise, ou análise da situação. Uma louça que não foi lavada, que causou uma pequena briga, que escalou para uma briga maior onde erros passados foram apresentados, e no final, o problema se tornou uma grande bola de neve. 

Uma palavra rude dita de modo desnecessário se torna uma espécie de “jogo de espetadas”, onde dois familiares passam o tempo inteiro a se provocar até que um problema maior ocorre e um dos dois explode. 

Mas e quando dois familiares se detestam sem razão aparente? Sem que tenha havido uma discussão, uma briga ou algo do tipo? Isso pode ser sinal de que a natureza do problema não é mundana, mas sim espiritual. 

Não é incomum que espíritos que possuem conflito um com o outro sejam postos dentro do mesmo núcleo familiar para que possam tirar disso uma lição, um aprendizado. Esse tipo de situação é bem mais complexa.

A comunicação como chave para a resolução de conflitos: dicas para um diálogo construtivo

Independentemente do motivo do conflito ser algo do dia-a-dia que se tornou maior do que deveria ou ser uma rixa espiritual de outras vidas, a comunicação é vital para que os conflitos possam ser administrados e resolvidos. 

É natural que quando uma briga se inicie, ambos os lados comecem a ser tomados pela raiva, coisas fortes sejam ditas no calor do momento, e a possibilidade de um diálogo simplesmente desapareça. Por isso, é importante ficar atento – se você mesmo estiver envolvido no problema, pare, pense e se acalme. Se você for tomado pela raiva, esse problema não poderá ser resolvido. Uma vez calmo, procure acalmar o outro, e finalmente conversar sobre o assunto.

Se você presencia uma discussão entre dois familiares, deve procurar intervir gradualmente, sem parecer tomar partido de ninguém. Acalme a situação um passo de cada vez, e tente agir como uma espécie de mediador para o problema poder ser resolvido. 

Sem um bom diálogo, toda pequena inconveniência que ocorrer tem potencial para se tornar uma grande discussão, por isso, cultive em sua casa o hábito de conversar sobre quaisquer coisas que sejam causa de incômodo ou problema. 

O perdão como ferramenta de cura: libertando-se do ressentimento e da mágoa

Muitos núcleos familiares encontram-se atualmente desestabilizados, e isso se deve por um motivo muito claro: a inabilidade de perdoar. Em uma sociedade onde nada é verdadeiramente esquecido, e qualquer erro pode te levar a perder tudo, o perdão é cada vez mais enterrado sob uma montanha de dores. 

No entanto, você deve resgatar o hábito de perdoar, e trazê-lo para dentro do seu lar. O perdão é um ato profundo de amor não apenas para com o próximo, mas para consigo mesmo. É ele que libertará seu coração da mágoa, da dor, dos traumas que estão no seu coração.

Quando perdoamos uma pessoa, damos a ela a possibilidade de se libertar da dor que ela sente, sim. Mas isso não a exime de reparar seus erros, na lei divina. Ela precisará mostrar seu arrependimento, e procurar de alguma forma compensar o erro que cometeu. Ela apenas poderá fazer isso sem haver mágoa em seu coração. 

Cultivando o amor e a compaixão: construindo relacionamentos mais saudáveis

O principal componente para que qualquer relacionamento de qualquer natureza possa florescer é o amor, e junto dele, a compaixão. Quando amamos nosso próximo da mesma forma que nos amamos, e tratamos ele como gostaríamos de ser tratados, tudo passa a fazer mais sentido, e vemos como não é tão difícil manter boas relações.

O amor, a compreensão, são as bases de qualquer relacionamento. Não podemos e nem devemos levar a tudo a ferro e fogo. Todos somos humanos e, portanto, todos estamos sujeitos a falhas. Ponha-se no lugar daquele familiar que cometeu um erro. Você não gostaria de ser perdoado e poder consertar o que fez?

Uma família que se ama e se perdoa age como um corpo em perfeita sintonia, onde cada parte tem sua função, e tudo se move em prol do crescimento e do bem-estar desse organismo. É uma família saudável, que gerará bons frutos não apenas para si, mas para a sociedade em que vive. 

A importância da educação dos filhos: ensinando valores éticos e morais

Uma das melhores formas de prevenir que sua família venha a se desestabilizar é por meio da educação. Muitos pais atualmente delegam esse papel à escola, no entanto, a função da escola não é ensinar valores éticos e morais para os filhos. O papel da escola é transmitir conhecimentos sobre áreas diversas do saber humano. 

Ética, moral e respeito são coisas ensinadas em casa. É papel dos pais ensinar para os filhos o que é certo e o que é errado, o que devem e o que não devem fazer, e como devem se comportar diante do mundo lá fora. 

Por mais difícil que seja, pois a maioria dos pais mal tem tempo para qualquer coisa devido ao trabalho e outros afazeres da vida, deve-se procurar um momento para tratar esse tipo de coisa com os filhos ao menos uma vez por semana.

Se você não ensinar esse tipo de coisa para os seus filhos, a escola provavelmente também não ensinará, e ele aprenderá seus valores com qualquer pessoa disposta a lhe ensinar – porém, esses valores, na maioria das vezes, não são bons valores. É preciso ficar atento.

Superando traumas e bloqueios: aprendendo com o passado

Outros grandes vilões no bem-estar familiar são os traumas e bloqueios do passado. Talvez essa seja uma das razões pela qual muitas pessoas gostam tanto dos pretos velhos, e obras como o livro Abraço Pai João sejam tão populares – ninguém melhor que os pretos velhos, que sofreram tanto, para auxiliar a lidar com traumas e bloqueios. 

As violências e abusos que sofremos no passado têm grande efeito sobre nossas vidas, mesmo quando não percebemos. Muitas pessoas batem no peito e falam “eu apanhei no passado e isso não me traumatizou, me deu caráter”, sem perceber que são pessoas agressivas, muitas vezes têm problemas com álcool ou tabaco, e têm certos medos e anseios que nem sabem de onde vem – mas que estão ligadas a esse tipo de ocorrido.

E esse é apenas um dos exemplos, há muitas formas de violência que não são necessariamente físicas, mas que podem marcar uma pessoa por toda a vida. Por isso, é importante estar atento ao seu passado, estar atento às coisas que te aconteceram, para analisar seu comportamento no presente. Muitas vezes, nossa resistência a certos comportamentos alheios não tem fundamento nenhum, sendo gerado apenas pelos traumas do passado.

O papel da prece na harmonização familiar

Especialmente quando o desentendimento entre familiares é fruto de dissonâncias espirituais, a prece tem um papel preponderante no auxílio da estabilização das nossas famílias. Muitas vezes, mesmo quando aplicamos o amor, a compreensão e o diálogo, as coisas continuam desestabilizadas, e é nesse momento que a prece vem para te salvar.

Quando chamamos por Deus ou pelos guias superiores e pedimos as suas presenças em nossas vidas, trazemos fluidos, energias positivas, e essas energias modificam positivamente tudo ao nosso redor. E não apenas isso, mas nesses momentos de prece e reflexão é quando Deus e os guias falam conosco também, e trazem conselhos e mensagens que nos ajudarão a lidar com essa situação complicada.

Se você precisa de um acalento dos pretos velhos para te ajudar a superar esse momento difícil, adquira o livro Abraço Pai João no site da Editora Dufaux, a melhor editora espírita do Brasil. Lá você encontrará esse e muitos outros livros de grandes autores espíritas. Não deixe de conferir!